Status: tentando entender as mudanças do Google

Googlegif

Recentemente o Google anunciou que iniciará uma parceria com a Alphabet. Analistas e especialistas da empresa defendem diferentes teses do por que dessa união. Sejamos sinceros, essa ferramenta de pesquisa capaz de encontrar informações nos buracos negros da internet não precisaria se reinventar, certo? Errado! Segundo Larry Page, ex-CEO da Google e atual CEO da Alphabet, a empresa está bem hoje, mas eles acreditam que podem torná-la mais clean e transparente.

Ok Larry, mas será mesmo que a empresa necessita de reestruturação? Vamos combinar que o Google não precisa se auto promover, não precisa de anúncios para que as pessoas o utilizem, pelo contrário, apenas existindo já é o suficiente para ser vital no cotidiano da sociedade. Portanto, por que mexer em time que está ganhando? Afinal, vocês foram visionários o bastante para criar uma ferramenta simples capaz de salvar a vida (literalmente, porque pesquisando você encontra “10 dicas para não morrer”).

CERTA1

Não dá pra viver sem o Google. Aquele trabalho da faculdade não estaria completo sem ele, aquela sensação de alívio quando pesquisamos o nome da atriz que participou de tal filme, e em um clique já lembramos, não seria a mesma e cozinhar um prato gourmet sem a ajuda de receitas na internet com certeza não ia rolar. Pois é, o Google é perfeito do jeitinho que é, não PRECISA mudar, mas VAI. Por quê?

certa2

Você já parou para pensar quantas vezes utilizou o Google? Já percebeu o quanto se tornou escravo dessa ferramenta de pesquisa? Percebeu que não tem como existir sem ela? Que essa criação é essencial nos dias de hoje? Pensou? Então, se essa marca está mudando, o que vem a seguir?

Como estúdio de design e criativos uma pergunta: em time que está ganhando não se deve mexer?

E você, vai ficar ai parado?

 

 

 

 

 

ninhocriativo Written by:

2 Comments

  1. Matheus
    2 de setembro de 2015

    O texto fala sobre as mudanças do Google, mas como se o buscador estivesse mudando e como se o Google fosse apenas o buscador. O buscador nunca irá mudar (a não ser atualizações e aperfeiçoamentos que existem desde sempre). O Google é um aglomerado de empresas e tecnologias, e esse todo que está se reestruturando.
    Em relação à mudança do logo, ela é a perfeita tradução de design, não o design de algo estético, mas sim na essência do termo, que é funcionalidade.
    Veja esta explicação do que irá mudar com a alteração do logo:
    “Como foi uma apresentação muito simples, não tem como analisar muito, mas aqui está o ponto mais importante do logo, o seu peso. Segundo o CEO da empresa, o logo antigo consumia cerca de 14 mil bytes, a nova versão consumirá APENAS 305 bytes.
    O que isso significa? Vamos dizer que a página inicial do google.com receba 1 bilhão de visitas mensais (segundo dados do comScore de 2011, ou seja, uma estimativa bem baixa). O logo antigo representava um consumo mensal de 14TB. Com alguns pequenos ajustes e mudanças, sem perder o colorido e a essência da marca, o novo logo pula para um consumo mensal de 305 GB. Em resumo, a nova identidade reduz 45 vezes o consumo de servidor só com o logotipo.” -Victor Vasques.

    • Christian Gusukuma
      2 de setembro de 2015

      Muito bem colocado, realmente a Google é muito mais que um buscador, agora quanto ao consumo de banda, para uma empresa com o porte da Google isso não é um problema, o principal fato por traz da mudança foi na verdade a adaptação para os diferentes tamanhos de tela tendo em mente alguns fundamentos de design, já que hoje as pessoas acessam o site via smartphones, e esse novo logotipo se adequa melhor as diferentes telas, além de utilizar uma tipografia mais amigável e alegre que também era uma das intensões da empresa, isso que você disse vem como um bônus (realmente bom) para a infraestrutura da Google, mas não foi o foco de toda essa mudança.

Comments are closed.